Como cuidar do seu pet na praia?

thumb-bpf

 

O verão chega e a vontade de fazer programas ao ar livre aumenta, principalmente os que envolvam maneiras de se refrescar, como ir a praia. E nada melhor do que aproveitar esses dias ensolarados para se divertir com o seu pet, por isso antes de sair de casa, confira algumas dicas de como se comportar com o seu cão na praia e garantir que o passeio seja seguro.

 

Certifique-se que o seu pet está apto para o passeio:

Seja para a praia ou para dar uma voltinha na praça, é importante que o seu pet esteja com todas as vacinas em dia, além de vermífugos e medidas preventivas contra pulgas e carrapatos. Pois, as chances dele contrair alguma doença em lugares externos a sua casa é maior, ainda mais quando se trata da praia. Na dúvida leve o seu cãozinho para fazer um check up e minimize as chances dele ser acometido por alguma doença!

 

Não exponha o seu cãozinho ao sol excessivo:

Da mesma forma que o sol é nocivo para os humanos, também é para os pets. Por isso, é recomendado o uso de protetores solares também em nossos aumigos, lembrando que existem produtos no mercado desenvolvidos especialmente para eles, nada de utilizar o mesmo dos humanos. Além da preocupação com a pele, não esqueça que os nossos cãezinhos não utilizam sapatos, ou seja, tome cuidado com o horário que você irá levá-lo para a praia, pois em horários de sol intenso, as almofadinhas das patas poderão queimar no chão e isso causará muita dor ao seu pet. Fora, que a temperatura da areia pode ficar muito elevada e o contato direto com o seu cão, pode aumentar a temperatura interna dele, gerando desconforto com o passeio. Por isso, é importante mantê-lo sempre hidratado, oferecendo sombra e água fresca.

 

Tome cuidado com o mar:

Nossos cães tem facilidade para nadar, mas isso não garante que todos tenham familiaridade, ou que saibam lidar com o mar ou correntezas. Dessa forma, não exponha o seu pet a situações de risco, só permita a entrada dele no mar acompanhado de algum adulto, e que de preferência ele esteja preso com a guia. Em relação aos cães de porte pequeno, os cuidados deverão ser redobrados. Se o mar estiver agitado, prefira brincadeiras na beira, a fim de evitar risco de afogamento.  

 

Antes de sair, verifique se a praia é Pet Friendly:

O litoral brasileiro é repleto de lindas praias, mas nem todas você poderá aproveitar ao lado do seu pet, algumas cidades e municípios proíbem a livre circulação do seu cão na área de banhistas. Um dos motivos é o risco de transmissão de doenças para os humanos, pois não podemos garantir que todos os pets presentes ali estão com as vacinas em dia. O mesmo risco vale para o seu cão, pois na praia eles ficam expostos a doenças sérias que podem levar a óbito, como por exemplo: o verme do coração. Por isso, é super importante que você ao sair de casa verifique se a praia em questão aceitará o seu cãozinho de braços abertos.

 

Esteja preparado(a) para recolher a sujeira do seu pet:

Sempre que levar o seu cão para passear, esteja preparado para recolher as sujeiras dele, seja na praia ou em qualquer outro lugar. Todos nós devemos prezar pela higiene dos locais públicos, tornando nosso ambiente social mais limpo. Além de que, essa simples medida minimiza a chance de outros animais e até humanos se contaminarem com alguma doença, por isso colabore.

Momentos de diversão ao lado de nossos pets nunca são demais, porém não esqueça que somos responsáveis por suas vidas e nosso dever é mantê-los em segurança. Por isso, lembre-se sempre: sair sempre em horários frescos, levar água, garantir um local com sombra, cuidado com o mar e leve sempre saquinhos para recolher as necessidades do seu pet.